Connect with us

Bahia

Em defesa do Cerrado: Mais de mil pessoas ocupam Fazendas em Correntina em protesto contra exploração de água de rios

Postado

em

A defesa pelos rios da região do Corrente, provocou forte tensão na manhã desta quinta-feira (02), feriado de Finados em Correntina. De acordo com os organizadores, mais de mil pessoas protestaram ocupando duas fazendas, responsáveis por grande exploração das águas do Rio Correntina, o que tem causado forte impacto ambiental, levando a morte de várias nascentes e de pequenos rios.

A ocupação ocorreu em propriedades do Grupo IGARASHI.  As Fazendas Igarashi e Curitiba, foram os alvos dos protestos. A empresa ainda não divulgou nota à imprensa sobre eventuais prejuízos. Diversas representações da população de Correntina participam do movimento ambientalista. A Polícia Militar, CIPE:Cerrado, foi acionada para acompanhar a manifestação.

As fazendas possuem pivôs, equipamentos que permitem o cultivo de lavouras irrigadas, tiram água em excesso dos mananciais da região.

De acordo com informações repassadas, a Fazenda Igarashi detém outorga de água (autorização para explorar) para irrigar uma área de 2.530 hectares com o volume de 180.203 metros cúbicos/dia. A autorização é de 32 pivôs de água superficial (retirada diretamente do Rio Arrojado).

Essa mobilização é fruto de várias ações que a comunidade local tem realizado nos últimos anos no município em defesa do Cerrado, levando às ruas milhares de pessoas que cobram maior acompanhamento dos órgãos ambientais , com fiscalização e ações em defesa das águas.

As representações questionam a forma que as liberações de outorgas tem sido feitas, sem discutir com a população, e sem nenhum tipo de  estudo sério sobre a situação da região, que é berço das águas de um dos principais rios do Brasil, o Rio São Francisco.

Afirmam que o “bioma acumulou 1,9 milhão de hectares desmatados entre agosto de 2013 e julho de 2015, o equivalente a 1,7% da vegetação nativa remanescente. Apenas em 2015, uma área de 9.483 km² do Cerrado brasileiro foi devastada. Em um momento em que os olhos do mundo estão voltados para a Amazônia por conta de ações desastrosas do governo de Michel Temer, é urgente falarmos sobre o Cerrado e a sua proteção nessa região, as coisas por aqui estão a todo vapor. Temos que discutir qual é a consequência disso, não dá para falar só da economia e do lucro sem pensar nas pessoas, no futuro do nosso povo”, alertam.

“Nos só queremos o nosso rio. Ninguém vai morrer de sede.” Desabafa uma moradora.

 

 

Com informações : www.bomjesusdalapanoticias.com.

Comentário do Facebook
Continue lendo
Click para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Publicado

em

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Bolsonaro corta 30% da verba da UnB, UFBA e UFF

Publicado

em

Balbúrdia é o que está sendo feito no Brasil pelo governo federal! Weintraub, o novo ministro da Educação, já deu todos os prenúncios de uma gestão autoritária que quer implementar um sistema de educação no país que acaba com o pensamento crítico e emburrece o povo.

Hoje ele anunciou que as universidades que tiveram maior relação com os movimentos sociais e realizaram eventos que provocavam a discussão política e social como o Fórum Social Mundial ou a Bienal da UNE, terão 30% das dotações orçamentárias bloqueadas.

O valor do corte na UFBA, na UnB e na UFF corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades e, sem noção da realidade de sucateamento da educação pública no país o ministro ainda afirma “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”. #educacao #ministeriodaeducacao #Weintraub #ufba #unb #uff #universidade #elenao #bolsonaronao

 

fonte: midia ninja

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

PROFESSORA É PRESA ENQUANTO DAVA AULA NO IF DE GOIÁS

Publicado

em

A Coordenadora Geral do SINASEFE, Camila Marques, foi detida hoje de manhã (15), enquanto dava aula no campus Águas Lindas do Instituto Federal de Goiás.

A polícia civil de Goiás estava no campus desde o início do dia. Camila não aceitou que a polícia militar entrasse em sua sala de aula para interrogar alguns de seus alunos e recebeu voz de prisão por desacato enquanto exercia sua atividade de professora, dentro de sala de aula e na frente de seus alunos.

A questão que é: Quem desacatou quem? Onde fica a autonomia de uma instituição federal como o IFG, com a PM dentro do campus? E a autonomia da professora com relação a sua sala de aula? A polícia não deve respeitar a autoridade que Camila representava naquele momento?

A Assessoria Jurídica Nacional (AJN) do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica está acompanhando o processo na delegacia pra onde a professora foi levada e tentando a sua liberação.

Camila Marques não é só professora. Também é uma lutadora social, dirigente sindical e vinha sofrendo perseguição por parte de Bolsonaristas que a denunciavam por “doutrinação”. O fato é que Camila defende uma educação crítica e libertadora e não pode ser punida por isso.

Toda solidariedade à professora Camila Marques!

 

fonte:@jornalaverdade_

 

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados