Connect with us

Bahia

MALAS DE GEDDEL: Polícia Federal conta R$ 51 milhões na maior apreensão em dinheiro vivo da história do Brasil

Postado

em

O cacique do PMDB, Geddel Vieira Lima, conseguiu se superar mais uma vez. A Polícia Federal descobriu ontem, num apartamento no bairro nobre da Graça, em Salvador, de “uso” do ex-ministro golpista de Temer, uma montanha de dinheiro escondida em malas e caixas de papelão. A PF varou a noite e, após contagem cédula por cédula, com direito a divulgação de parciais, a conferência contabilizou a impressionante quantia de R$ 51 milhões em dinheiro vivo (R$ 42.643.500,00 e US$ 2.688.000,00).

Contagem da cifra milionária terminou somente na madrugada desta quarta, 6

Segundo reportagem do jornal conservador O Estado de São Paulo, uma das pistas seguidas pela Polícia teria sido o depoimento do doleiro Lúcio Funaro, preso na Papuda, que teria afirmado ao Ministério Público Federal (MPF) ter feito viagens à Bahia e entregue, no Aeroporto de Salvador, malas de dinheiro à Geddel. Em julho, o ex-ministro de Temer, que caiu por tentar pressionar a liberação junto ao IPHAN de uma obra fora dos padrões instituídos pelo órgão de defesa do patrimônio histórico, foi preso por atrapalhar as investigações (Operação Cui Bono). Geddel foi levado da Bahia para Brasília no dia 3 de julho, onde iria ser conduzido para o presídio da Papuda. Nove dias depois o ex-ministro golpista, que iria ter a cabeça raspada, seria mandado para casa por ordem do desembargador do TRF 1ª Região, Ney Bello (Bello leciona na faculdade do famigerado ministro do STF, Gilmar Mendes, segundo o colunista de O Globo, Lauro Jardim).

Ficha corrida de Geddel impressiona

Após ter a cabeça raspada, Geddel chorou em audiência de custódia, mas teve o pedido de liberdade negado e teve que voltar para o presídio da Papuda; ele seria mandado para casa pelo desembargador do TRF-1a, Ney Bello, que leciona na faculdade do afamado ministro do STF Gilmar Mendes

A “estreia” de Geddel em escândalos de corrupção seria em 1993, quando o seu nome iria figurar no escândalo dos “Anões do Orçamento” (desvio de verbas via emendas do orçamento da União). Em 2001, Geddel conseguiria a “façanha” de ser chamado de corrupto por outro cacique que fizera fortuna na política, o finado Antônio Carlos Magalhães, também conhecido como “Toninho Malvadeza”. ACM, que fizera escola na Bahia em matéria de desmandos, talvez estivesse impressionado com a voracidade do rechonchudo Geddel e o denunciou num vídeo intitulado “Geddel vai às compras”. Após participar de protestos anti-corrupção em 2015, num cinismo a impressionar quiçá Freud, Geddel foi acusado de atuar em causa própria no caso “La Vue”, um empreendimento luxuoso na concorrida ladeira da Barra, em Salvador. Ele teria pressionado o ex-ministro da cultura, Marcelo Calero, a liberar a obra, que havia sido embargada pelo Iphan.

Após ter sido mandado para cumprir prisão em regime domiciliar, o ex-ministro de Temer continua há 60 dias sem tornozeleiras eletrônicas por falta do equipamento na SEAP (Secretaria de Administração Penitenciária), segundo o G1. Em julho, o programa Fantástico produziu uma matéria bombástica mostrando a assombrosa fortuna de Geddel, que apenas em fazendas na próspera região de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, possuía a bagatela de R$ 67 milhões (assista aqui).

 

Vice-prefeito de Salvador foi indicado por Geddel

Os tentáculos de Geddel na Bahia não são de se subestimar. Após auditoria do TCU em 2010, veio à tona que, em 2008, quando ministro da Integração Nacional, o cacique do PMDB havia destinado mais de dois terços das verbas de prevenção de tragédias do ministério para a Bahia sem critérios técnicos (leia aqui). Era ano de eleições municipais e o ex-ministro golpista apoiaria o fracassado prefeito João Henrique, que também se filiaria ao corrupto PMDB. Passados quatros anos, Geddel virou a casaca e declarou apoio ao candidato opositor, ACM Neto (DEM), mostrando que sua “ideologia” é os “negócios” (ainda que escusos).

ACM Neto apoiou Geddel para o Senado nas eleições de 2014; em troca, o cacique do PMDB o apoiou nas eleições de 2016; o vice de ACM Neto, Bruno Reis, foi indicado por Geddel

Após trocas de afagos e juras de amor eterno, Geddel iria ganhar a confiança do novo aliado e indicaria a concorrida vaga de vice na chapa das eleições para Prefeitura de Salvador, em 2016 (Em Vitória da Conquista, o ex-ministro golpista iria apoiar, na sua desvairada cruzada anti-corrupção, o radialista Hérzen Gusmão, que interromperia um ciclo de 20 anos de exitosas gestões petistas). A ex-vice-prefeita Célia Sacramento (um tímido gesto de Neto para a população afrodescendente local) seria preterida e perderia a disputa para o indicado de Geddel, o desconhecido Bruno Reis. O alvoroço em torno da vice-prefeitura, evidentemente, era pelo burburinho dos bastidores da possível (e arriscada) candidatura do prefeito de Salvador ao governo do estado, em 2018. Optando por se candidatar, ACM Neto teria que abdicar do cargo e o vice-prefeito indicado por Geddel tornar-se-ia prefeito, assumindo, com isso, a chave do a cada dia mais abastecido cofre da Prefeitura.

A escandalosa e assombrosa quantia apreendida no apartamento da Graça ontem – a maior apreensão em dinheiro vivo da história do País – mostra definitivamente a “honestidade” que Geddel reivindicava no Farol da Barra, em 2015 (assista aqui). Valentão quando provocado pela internet, o “suíno” (pseudônimo dado pelo ex-colega, o cantor Renato Russo, que não lhe tolerava) chorou ao pé do juiz na audiência de custódia, implorando por sua soltura, em julho. Desta vez, parece que finalmente a casa caiu para Geddel. A sua imediata prisão é uma questão de horas!

Comentário do Facebook

Bahia

“O Nordeste tem um manual de bruxaria para crianças”, diz Damares

Publicado

em

Fala da ministra vem à tona na semana em que o presidente Bolsonaro inicia ofensiva no Nordeste, região onde ele tem menor popularidade

 Mais uma fala polêmica da ministra Damares Alves ganhou repercussão nas redes sociais. Durante uma pregação evangélica feita na Primeira Igreja Batista de João Pessoa, Damares afirma que “está chegando no Nordeste um manual prático de bruxaria para crianças de seis anos”. Segundo ela, o suposto material ensina a como ser bruxa, como fazer roupa e comida de bruxa, além de ensinar as crianças a produzirem a vassoura de bruxa em sala de aula.
O discurso de Damares foi feito antes de ela ocupar o cargo de ministra. O seu resgate nas redes sociais, no entanto, não favorece uma das próximas agendas do governo. Na sexta-feira 24, o presidente Bolsonaro viaja para o Nordeste com a intenção de fazer uma ofensiva na região onde tem menos popularidade – estão previstas a entrega de casas populares e o anúncio de mais verbas para obras de infraestrutura.
Dados do Ibope mostram que apenas 25% dos entrevistados dos estados do Nordeste aprovam a administração de Bolsonaro, 29% a consideram “regular”, 40%, “ruim” ou “péssimo”. Os índices são bem diferentes dos encontrados no Sul do País, por exemplo, onde 44% dos entrevistados aprovam o governo.

A desaprovação no Nordeste é algo que o pesselista enfrenta desde as eleições. O Nordeste foi a única região em que Bolsonaro perdeu para Fernando Haddad, candidato à presidência pelo PT. Foram 69,7% dos votos válidos para o petista (20,3 milhões) contra 30,3% para o capitão do Exército (8,8 milhões).

A hashtag #NordesteCancelaBolsonaro permanece entre os assuntos mais relevantes do Twitter nesta terça-feira 21. Durante sua campanha presidencial, Bolsonaro também fez declarações polêmicas sobre os nordestinos, quando questionado se o combate ao preconceito seria uma tônica do governo. “Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitada da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino. Coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil, nós vamos acabar com isso”. Pelo visto, a viagem vai acontecer sem o tom de boas-vindas.

MATÉRIA COMPLETA CARTA CAPITAL

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Publicado

em

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Bolsonaro corta 30% da verba da UnB, UFBA e UFF

Publicado

em

Balbúrdia é o que está sendo feito no Brasil pelo governo federal! Weintraub, o novo ministro da Educação, já deu todos os prenúncios de uma gestão autoritária que quer implementar um sistema de educação no país que acaba com o pensamento crítico e emburrece o povo.

Hoje ele anunciou que as universidades que tiveram maior relação com os movimentos sociais e realizaram eventos que provocavam a discussão política e social como o Fórum Social Mundial ou a Bienal da UNE, terão 30% das dotações orçamentárias bloqueadas.

O valor do corte na UFBA, na UnB e na UFF corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades e, sem noção da realidade de sucateamento da educação pública no país o ministro ainda afirma “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”. #educacao #ministeriodaeducacao #Weintraub #ufba #unb #uff #universidade #elenao #bolsonaronao

 

fonte: midia ninja

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados