Connect with us

Bahia

Após três dias, Caravana Lula encerra passagem pela Bahia em Feira de Santana

Postado

em

 

Uma maratona. O ex-presidente Lula encerrou neste sábado a sua passagem pelo primeiro dos nove estados da região Nordeste, por onde, nos próximos dias, ele será a atração principal da “Caravana Lula Pelo Brasil”. Com o intuito de acompanhar de perto a realidade dos brasileiros e promover debates e traçar propostas de melhorias, a Caravana passou por quatro cidades baianas: Salvador, Cruz das Almas, São Francisco do Conde e Feira de Santana.

O ex-presidente seguiu de metrô da Estação Pituaçu até a Estação Campo da Pólvora, onde desembarcou para se dirigir até a Arena Fonte Nova

Recepcionado com bastante euforia no Aeroporto de Salvador, na última quinta-feira (17), por militantes e parlamentares, Lula começou a passagem pela capital baiana acompanhado do governador do Estado, Rui Costa (PT). Do aeroporto, Lula seguiu até a Estação do Metrô Pituaçu, de onde embarcou com destino à estação Campo da Pólvora, onde uma multidão de admiradores lhe aguardava.

Já na Fonte Nova, após essa recepção calorosa, o ex-presidente discursou. Falou sobre os ataques da oposição. “A minha história eles não vão apagar porque ela já está na cabeça de milhões de brasileiros. Eu tenho orgulho de ter vivido neste país o período mais exitoso da política”, disse.

A estação do metrô Campo da Pólvora, em Nazaré, ficou abarrotada de admiradores do ex-presidente

Lula destacou ainda o que motivou a criação da Caranava. “Por isso que eu resolvi voltar a andar pelo país, porque eu não quero falar de eleição que eu nem posso. Eu quero andar para aprender com o povo o que está acontecendo nesse país”.

A atividade contou ainda com o lançamento do quinto período do Memorial da Democracia, um museu virtual que tem como intuito disponibilizar conteúdos dinâmicos sobre a história do país desde a Colônia até o século 21, mostrando a busca de democracia com justiça social. Também estavam presentes no evento, o diretor do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o jornalista Franklin Martins, o ex-presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli e o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

Enquanto os apoiadores do ex-presidente se acomodavam na parte interna da Arena Fonte Nova, um pequeno grupo ligado ao MBL tentou inflar o boneco conhecido como “pixuleco”. O episódio gerou revolta entre os apoiadores do ex-presidente e o boneco inflável acabou sendo rasgado. Cinco manifestantes ligados ao MBL foram presos; um deles estava portando arma de fogo.

Cruz das Almas– Após conceder entrevista à Rádio Metrópole, Lula seguiu na manhã de ontem para a cidade de Cruz das Almas, onde foi recebido por uma multidão. Lá, recebeu simbolicamente o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). A concessão foi suspensa após o vereador do DEM, Alexandre Aleluia, entrar com um pedido de liminar que foi acatado pelo juiz Evandro Reimão dos Reis, da 10.ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária da Bahia.

Em Cruz, Lula participou do IV Encontro da Juventude local

Ainda em Cruz, o ex-presidente participou IV Encontro da Juventude, que reuniu uma multidão. Lula conheceu um garoto de dois anos batizado com seu nome, Luiz Inácio Lula da Silva. Ele também conheceu a história da assistente social, remanescente de quilombo, Sirlene, que falou sobre sua história de vida ao ingressar no ensino superior, no ano de 2013, e atualmente cursar doutorado na UFBA. “Quero dizer o quanto o seu governo e as políticas que foram criadas transformaram a minha vida e a de milhões de brasileiros. Políticas de inclusão social, que se iniciaram em seu governo e finda-se agora com o golpe arquitetado e sofrido pela presidenta Dilma”, disse Sirlene.

O ex-presidente foi patrono da segunda turma do bacharelado de Humanidades da UNILAB, em São Francisco do Conde

Já era noite quando, em São Francisco do Conde, Lula chegava para a terceira cidade baiana a participar da Caravana. O ex-presidente foi o patrono da segunda turma do curso de Humanidades da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). A Unilab, assim como a UFRB, foi criada durante o governo de Lula, respectivamente nos anos de 2010 e 2005.

Feira de Santana- Na cidade de Feira de Santana, conhecida como “princesinha do sertão”, Lula encerrou a participação da caravana na Bahia, neste sábado (19). Em café com prefeitos de todo o Estado, o ex-presidente falou das alternativas para o desenvolvimento econômico.

“A União, o estado e o município precisam trabalhar juntos. E só tem um jeito das coisas melhorarem, ou você tem um governador tipo Rui (governador da Bahia) que mesmo em época de crise ele pega o pouquinho que tem e tenta repartir de forma igualitária e a economia volta a crescer para crescer a renda e o salário. Você cresce o PIB e para de discutir contenção e começa a falar de investimento e as coisas começam a melhorar”.

Dali, o ex-presidente partiu para o ato em Defesa das Políticas Públicas para o Semiárido e Agricultura Familiar. No encontro, os trabalhadores falaram sobre a jornada de trabalho enfrentada pela classe. Foi destacada a importância dos agricultores para o desenvolvimento do país e do fortalecimento da economia. Em agradecimento ao compromisso e políticas públicas criadas durante o seu governo, os agricultores entregaram à Lula uma placa em homenagem e uma cesta com produtos produzidos na região.

Presente durante o ato, a senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, destacou a importância e as dificuldades agora enfrentadas pelos trabalhadores. “O povo brasileiro não está feliz com esse Governo que está aí. Durante o governo de Lula fizemos avanços na agricultura familiar, porque até então parecia inexistir. Eu tenho que homenagear a todos os agricultores, porque são os tentáculos da economia. E sei o que enfrentam a cada dia de labuta e não é fácil”.

Lula encerrou sua passagem pela Bahia na manhã deste sábado em Feira de Santana em atividade com agricultores familiares e trabalhadores rurais. Ele criticou a reforma da previdência, que muda as regras da aposentadoria rural

O presidente Lula encerrou a Caravana na Bahia destacando os principais objetivos do projeto. “Essa caravana tem como objetivo tentar conversar com o povo, os movimentos sociais para aprender e começar a preparar um programa de futuro. O nosso programa não será baseado em pesquisa eleitoral e sim cada estado vai fazer o seu baseado no que o povo demanda. O Brasil tem jeito. Esse país é um país extraordinário”, disse o ex-presidente.

A Caravana Lula Pelo Brasil segue agora para Sergipe e prossegue até o dia 6 de setembro, onde o ex-presidente encerra o ciclo de viagens no Maranhão. A maratona está longe de acabar.

 

Fotos: Mídia Lampião/Mídia Ninja

 

Comentário do Facebook

Bahia

Inscrições de Atividades prorrogadas até 25 de fevereiro

Publicado

em

Considerando razoável o número de organizações que ainda estão definindo ou revisando suas atividades, o Coletivo Organizador do FSM decidiu prorrogar por mais alguns dias o prazo final para estas inscrições. As atividades poderão ser inscritas até o dia 25 de fevereiro.

CONFIRMAÇÕES ENTRE 20 E 28 DE FEVEREIRO

Atenção: locais, datas e horários definitivos serão confirmados apenas a partir do  dia 20 (prazo anteriormente definido para etapa das inscrições). As datas e horários inscritos e publicados até agora são apenas sugestões das organizações proponentes, que deverão aguardar a divulgação final. Pois, todas as atividades inscritas até agora serão avaliadas, deferidas ou indeferidas para o programa nesse período.

Para serem deferidas, e constarem do programa final do FSM 2018 (impresso e online) as atividades devem estar de acordo com a Carta de Princípios do FSM, e terem a sociedade civil (organizações, movimentos, coletivos) como responsável.

REMANEJAMENTOS

Atividades inscritas com sugestão de datas ou horários não compatíveis com o período, regras ou capacidade de alocação pelo FSM serão remanejadas. Atenção às datas finalizadas dia 28 (para eventual pedido de mudança), ou a mensagens do GT de Programa sugerindo alternativas.

INDEFERIMENTOS OU CANCELAMENTOS A QUALQUER TEMPO

Lembramos que poderão ser indeferidas atividades já inscritas e publicadas, ficando fora do programa final, NOS SEGUINTES CASOS:

– Atividade repetida, inscrita mais de uma vez pela mesma organização;

– Atividades além do limite de três inscritas pela mesma organização, sem uma segunda organização inscrita e corresponsável;

– Atividades Inscritas por órgãos de governo ou dos Poderes de Estado;

– Atividades Inscritas por instituições diversas sem indicar a parceria com organizações formais ou informais da sociedade civil (sociais ou sindicais), responsáveis pela atividade. (Podem ser indicadas no campo da descrição, com e-mail para contato e nome da pessoa responsável, se ainda não inscrita como participante);

– Atividades inscritas sem pagamento da organização (que dá direito a uma atividade)  ou de atividade adicional (segunda ou terceira);

– Atividades Incompatíveis com a Carta de Princípios do FSM.

Para evitar CANCELAMENTO de atividade por quaisquer dos motivos acima, volte ao site e corrija eventuais problemas apontados, ou reinscreva sua atividade. Em caso de dúvida, escreva para: metodologia@fsm2018.org

Casos não tratados aqui ou excepcionais serão resolvidos pelo Grupo de Trabalho de Metodologia.

Confira as datas: 

Prazo final para inscrição de atividades: 25 de fevereiro.
Confirmação das atividades, locais, dias e horários: 20 a 28 de fevereiro.
Participantes e organizações: 10 de março pela internet ou até o início do evento no local do credenciamento.

Comunicação Compartilhada FSM 2018

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Nome de ACM em Centro de Convenções é ilegal, aponta Trindade

Publicado

em

O vereador José Trindade (PSL), vice-líder da bancada de oposição, vai recorrer aos meios legais para questionar, na Câmara Municipal de Salvador, vícios de legalidade identificados na proposta que tenta batizar de Antônio Carlos Magalhães o futuro Centro de Convenções planejado pela prefeitura de Salvador.

O questionamento feito por Trindade, com fim de anular a proposta, baseia-se na Lei Municipal Nº 8636/2014, assinada pelo próprio prefeito de Salvador, ACM Neto, que veda a denominação de vias, logradouros e prédios públicos com o nome, sobrenome ou cognome de indivíduos que “te

 

nham cometido crime de lesa-humanidade ou violação de direitos humanos; participado ou colaborado em golpes militares, atentados à democracia ou regime ditatoriais; que tenham sido acusados de prática de tortura ou tenham se apropriado ilicitamente do dinheiro público”.

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães (1927-2007) colaborou com o regime militar pelo menos duas vezes. Na primeira, entre 1967 e 1970, ocupou o cargo de prefeito de Salvador ao ser indicado para a função pelo então governador da Bahia Luiz Viana Filho, que ocupava o cargo a mando dos militares. Já em 1971 foi o próprio ACM o indicado para o cargo de governador do estado, pelo general e terceiro presidente do período ditatorial, Emílio Garrastazu Médici.

“Nossa oposição a essa homenagem tem o objetivo de apontar esse erro na proposta, que é ilegal, mas também tem a finalidade de lembrar de todos aqueles que foram torturados e mortos por um regime tão cruel, como foi o regime militar, e com o qual a família Magalhães contribuiu ativamente aqui na Bahia”, afirmou o vereador José Trindade.

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

‘Rui investe em educação em Salvador, enquanto Neto destrata alunos e professores’, diz líder da oposição

Publicado

em

A nova líder da oposição na Câmara Municipal de Salvador, vereadora Marta Rodrigues (PT), destacou, nesta terça-feira (20), o empenho do Governo do Estado com a educação em Salvador, durante a reinauguração da Escola Estadual Norma Ribeiro, no bairro de Arenoso. Ela criticou, mais uma vez, o descaso da prefeitura de Salvador com o ensino fundamental e com o fechamento de unidades de ensino no município.

“Enquanto o governo investe R$ 1,6 milhão na reinauguração de uma escola em Salvador e abriga 125 mil alunos do ensino fundamental, que é de responsabilidade do município, a prefeitura continua fechando escolas e deixando os alunos sem merenda, sem farda e sem valorização dos professores”, destaca a edil.

A vereadora denuncia, ainda, o fechamento de 15 escolas que irá prejudicar a vida de centenas de alunos. “Neto despreza a educação em Salvador. O número de escolas fechadas foi contabilizado pela APLB, mas pode crescer com um possível remanejamento da prefeitura”, diz.

Segundo a petista, o prefeito de Salvador segue mesmo caminho do governo ilegítimo de Temer, que congelou por 20 anos verba da educação. “ Ele diminuiu turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), terminou 2017 sem reajuste aos professores pelo segundo ano consecutivo, terminou sem merenda escolar e sem fardamento, unidades sem comida por falta de gás. Muitos absurdos”, declara, acrescentando ainda que Salvador tem um público de 169 mil alunos de 0 a 5 anos na educação infantil, mas disponibiliza apenas 25 mil vagas.

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados