Connect with us

Bahia

ARTIGO: Raivoso e delirante: Aleluia se apequena diante da Câmara e da opinião pública

Postado

em

 

O vereador Aleluia, em sua mania de grandeza e de delírio, colocou na cabeça que tem o direito de impedir a concessão de um título honoris causa ao ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

O edil de primeira viagem e sem bagagem em Salvador, com sua coleirinha guiada pelo pai, quer interferir na decisão de uma instituição federal de ensino alegando que se trata de campanha política. Se a questão for por ignorância, o vereador já se mostra incompetente. Mas se ele estiver apostando na ignorância de seu eleitor, o vereador então demonstra malícia e mal caratismo.

Este não é o primeiro nem o segundo título de Doutor Honoris causa de Lula. Não é nenhuma novidade na vida do ex-presidente: ele já recebeu títulos de diversas unversidades federais do Brasil, inclusive da UFBA; tem convites de universidades internacionais, a exemplo da Fundação Science-Po, na França, e da universidade de Coimbra, em Portugal. O contrário não se pode falar dos políticos aliados ao vereador do DEM, a maioria deles construída pelo marketing midiático, sem nenhuma militância com o povo. Para o vereador Aleluia, o que é mais legítimo?

Uma Câmara de Vereadores envolvida com questões partidárias conceder título de cidadão soteropolitano ao desconhecido empresário João Dória, ou uma Universidade, espaço de debate direto com a população, de pesquisas e estudos, sem fins partidários, conceder um título a um ex-presidente da República cujo trabalho lhe rendeu outras homenagens, como o Estadista Global do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), o prêmio de Campeão Mundial na Luta Contra a Fome pela ONU, dentre outros?

Aleluia se tornou, na Câmara de Salvador, o típico oposicionista à esquerda raivoso e delirante. Sua mania de grandeza chega a ser doentia, provoca vergonha e discordância de seus aliados e indignação de quem tem compromisso com a verdade, com a ética, com o conhecimento e com a ciência.

Ele pode desgostar do PT, odiar Lula e petistas – aliás, é o discurso do ódio o mote de sua promoção pessoal – desejar-lhes a morte e o escambau. Mas não deveria ser ignorante ao ponto de desconhecer que Lula projetou o Brasil para os quatro cantos do mundo, como bem citou Jaques Wagner. O mínimo que se exige de um vereador é conhecimento dos fatos políticos.

Lula não só tirou o Brasil do mapa da fome, estabilizou a economia, pagou toda a dívida com FMI, como criou cinco universidades federais, inclusive a UFRB, da qual vai receber o título de Doutor Honoris Causa.
Enquanto isso, Aleluia, testa de ferro de uma postura política conservadora e ultrapassada, se apequena cada vez mais diante dos colegas na Câmara e da opinião pública, quando tenta se passar pelo ridículo e, de maneira altamente superficial, imitar Bolsonaro para conquistar seus eleitores, inexistentes em uma cidade marcada pela resistência e por um povo de luta.

 

Gabriel Nobre

 

Foto: Bocão News

Comentário do Facebook

Bahia

AO VIVO: #DiálogosCapitais – Curitiba/PR: Bancos públicos sob ataque: desafios, riscos e perspectivas

Publicado

em

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

RIO “ATERRADO” NO ITAIGARA

Publicado

em

Máquinas do deputado João Gualberto, dono do Hiper ideal, que comprou terreno público vendido por ACM Neto, aterraram ontem, 5, um dos rios que passa pelo Itaigara, cometendo assim um grande crime ambiental. Esse povo não vai aprender nunca com as tragédias ambientais. Por onde as águas daquele bairro vão escoar em caso de enchentes?

Via Messias Lula da Silva

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

LANÇAMENTO DO LIVRO PARA ONDE VAI A POLÍTICA BRASILEIRA?

Publicado

em

PARA ONDE VAI A POLÍTICA BRASILEIRA?
BREVE ENSAIO SOBRE A CRISE DE REPRESENTAÇÃO E O PÓS-IMPEACHMENT

O público interessado em entender o país encontrará no livro Para onde vai a
política brasileira? perguntas e respostas instigantes sobre os últimos acontecimentos
que marcam a crise política atual. As manifestações de junho de 2013, a Operação
Lava Jato, as eleições presidenciais de 2014, os protestos antipetistas de 2015 e o
impeachment da presidenta Dilma Rousseff são narrados de forma meticulosa pelo
autor, apresentando informações de bastidores e o que foi debatido pela imprensa,
dando um caráter objetivo e factual às análises apresentadas ao longo da obra. Tratase
de um jovem cientista político, professor e pesquisador baiano com vasta presença
em palestras, conferências, escritos em jornais, blogs e redes sociais, que oferece
novos pontos de debate sobre a política, em especial, sobre os rumos da esquerda
brasileira e do lulismo, enquanto fenômeno de representação eleitoral nos últimos
anos. Ao dialogar com os fatos, o autor oferta ao público leitor análises para quem não
vivencia a vida acadêmica e tem como ponto forte o intenso diálogo com outras obras
lançadas nos últimos anos no calor da crise política brasileira.

A escolha do autor pelo tema do livro acompanha a sua trajetória de cientista
político: busca lançar luzes sobre o futuro da política democrática no país e as raízes
das disputas societárias que não serão facilmente capturadas por uma
representatividade do sistema político decorrente das eleições de 2018. A política
brasileira tem um encontro marcado nos próximos anos com a sua definição de
república e democracia dentro do sistema político e pelas ruas do país.

O leitor ou a leitora encontrará nas páginas deste livro uma ampla
reconstituição dos fatos políticos dos últimos anos, uma viagem sobre a crise política
brasileira em diálogo com o que virá pela frente: teremos um avanço da democracia
com a construção de um novo pacto de classes, assim como fez o varguismo e o
lulismo? Ou estaremos diante de um retrocesso que fragiliza a nossa democracia e a
sociedade civil ao ponto de criarmos perigos autoritários enquanto uma armadilha
civilizatória consonante com o nosso passado colonial? Para onde vai a política
brasileira?

AUTORES
Cláudio André de Souza – Graduado, mestre e doutor em Ciências Sociais
pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Cláudio André de Souza é professor de
Ciência Política da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia AfroBrasileira
(UNILAB), campus dos Malês (BA) e professor colaborador do Programa de
Pós-Graduação em Políticas Sociais e Cidadania da Universidade Católica do Salvador
(UCSAL). Atualmente pesquisa temas relacionados à democracia, partidos políticos,
representação, participação, protestos e movimentos sociais.

 

SOBRE A EMPRESA
Localizada na cidade de Curitiba, Paraná, a Editora Appris, conta com
aproximadamente sete anos de existência. A empresa atua no ramo de publicação de
obras técnicas e científicas nas mais variadas áreas do conhecimento. Com a
experiência de seus editores, que estão há mais de 27 anos no mercado editorial, a
Appris possui um catálogo com mais de 2 mil obras publicadas e, número esse que
cresce com uma média de 60 lançamentos por mês.

CONTATO
Empresa: Appris Editora & Livraria;
Departamento: Comunicação e Marketing;
Responsável pelo Departamento: Sara Coelho
E-mail: marketing@editoraappris.com.br, Telefone: (41) 3156-4731

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados