Connect with us

Brasil

RAFAEL BRAGA: Justiça mantém ex-morador de rua preso em caso que intriga e comove o país

Postado

em

Após nova audiência, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) nega liberdade para o ex-morador de rua Rafael Braga Vieira. Único condenado durante as manifestações de 2013, Rafael foi preso inicialmente por portar uma garrafa de desinfetante e os desdobramentos do caso além de intrigar provocou comoção dos movimentos negros e população de todo o país.

Condenado a 11 anos de prisão por tráfico de drogas, no mês de abril deste ano, o ex- morador de rua enfrenta uma dura batalha na Justiça para conseguir a sua liberdade. No ano de 2014, o carioca conseguiu decisão judicial para cumprir a pena em regime semiaberto, usando tornozeleira eletrônica, mas foi preso novamente, em janeiro de 2016, sob acusação de tráfico de drogas. Desde então entidades do movimento negro do Brasil têm demonstrado apoio e realizado manifestações na luta pela sua liberdade e contra as decisões arbitrárias e racistas enfrentadas pelos negros.

Representante do Movimento Negro Unificado (MNU) Edmilton Cerqueira repudiou a decisão da Justiça e declarou apoio a Rafael Braga. “Mais uma vez assistimos com bastante perplexidade a negação do habeas corpus para o irmão Rafael Braga que foi preso injustamente. Condenamos mais essa demonstração do caráter racista da justiça brasileira e o MNU continua se solidarizando ao companheiro e sua família e estaremos juntos com outros movimentos sociais que estão nessa jornada pela libertação dele”

Foto: Henrique Coelho/G1

Entenda o caso– Negro, morador de rua e catador de latinha, o caso emblemático do carioca Rafael Braga é considerado pelas entidades convergentes fruto da seletividade racista que permeia as decisões do Poder Judiciário Brasileiro. Condenado a 11 anos e três meses de prisão inicialmente por portar um frasco de desinfetante Pinho Sol, pela justificativa incoerente de ser como explosivo. Após liberdade, o morador de rua voltou a ser preso novamente sob acusação de tráfico de drogas em uma situação muito suspeita a base de provas forjadas.

 

 

Comentário do Facebook

Bahia

MOVIMENTOS SOCIAIS SE PREPARAM PARA PROTESTAR NO VERÃO DE SALVADOR

Publicado

em

Por

Movimentos sociais na Bahia já se organizam para participar das atividades de verão na Bahia com Protestos e resistência ao golpe de estado no Brasil promovido pelo presidente ilegítimo em exercício Michael Temer. Movimentos como o Coletivo de Ação Fora Temer (CAFT), Filhos e Filhas de Marx, Médicos Pela Democracia, Transbatucada, sindicatos, entre outros, já se articulam para a formação de um movimento unificado para participar dos festejos de verão em Salvador, com muita luta e resistência, respeitando, é claro, os rituais religiosos presentes nas festividades baianas.

No CAFT os preparativos já começaram para as festas da Lavagem do Bonfim, Iemanjá, Carnaval, Dia da Mulher e Fórum Social Mundial (que ocorrerá este ano na cidade de Salvador nos dias 13 a 18 de março). Prometendo uma festa irreverente, com a presença de diversos artistas consagrados na Bahia, bastante música, percussão, Nanotrio, Djs, palavras de ordens, paródias e articulação com diversos movimentos sociais, o Coletivo de Ação Fora Termer promete deixar sua marca impressa no Bonfim através de muita arte, graciosidade, música, paródias e palavras de ordens, se configurando num movimento de luta e resistência dentro das atividades festivas de Salvador.
Mais informações ZAP: (71) 98853-2305, (71) 9 9190-2845

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

RUI COSTA 64 X 14 ACM NETO

Publicado

em

Por

No clássico baiano para ver quem se torna o melhor gestor público o governador da Bahia Rui Costa (PT) está dando de lavada no prefeito ACM Neto (DEM). Segundo pesquisa divulgada pelo portal G1, nesta terça feira, dia 02 de janeiro, o governador da Bahia lidera o ranking nacional com 64% de projetos executados ou em andamento das promessas feitas na campanha em 2014, se tornando o maior gestor do Brasil, além de ter as suas contas aprovadas no TCU, que não é o caso do prefeito de Salvador.

Bem longe disto, aparece o prefeito de Salvador ACM Neto com apenas 14% dos projetos executados ou em execução, bem abaixo da média nacional que é de 32% de execução de projetos pós-campanha.
Portanto, no embate direto entre os dois candidatos, o governador Rui Costa está dando uma verdadeira lavagem de competência e trabalho sobre o prefeito de Salvador, cujas ações se concentram basicamente em Festas, Asfaltos, Praças e Multas de Trânsito.

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Por que a gente homem mata tantas mulheres?

Publicado

em

Por

Por Jocivaldo Dos Anjos

Elas estão certas no meio de tanta gente errada. A gente, que mata, não pode estar certa. Jamais que mata tanto pode estar certa. A ideia do imperialismo masculino como a fase superior do machismo: a ideia da posse que orienta a ideia do posso. Meus “compras”, a gente não pode. A gente não pode poder desta forma.

A gente se acha donos dos corpos, das almas, dos sonhos, dos querer, do pensamento, da manhã, da tarde, da noite… e, caso elas não tenham tempo de serem nossa a ente inventa e cria em nosso querer. Como este tempo, que não existe, não é de ninguém, a gente toma este tempo e cobra delas o único lugar que o imaginário pode morar: a vida.
Semana passava eu dialogava com um irmão meu – irmão que a vida que deu-. A gente precisa de ciclos para falar de vocês e seus sonhos e desejos, companheiras, entre nós homens. Dialogar sobre machismo com mulheres feministas ou não. Precisa de ser um tema nosso. Tem de ser tema dos ciclos, bem como outros temas que nos fere como gente na vida. Mas, tá demais.

Não é conversa para aplauso. Não é papo para se aparecer. É uma tristeza que mancha diariamente com sangue as páginas das vidas delas: a gente mata pela ideia de posse. A gente não saiu ainda do século XX em que elas não votavam. A gente não saiu ainda dos tempos que elas não tinham reconhecimento do trabalho. Compas, ainda a gente não saiu da idade média onde elas não gozavam. Elas hoje gozam, não por nossa vontade, mas pelo direito que elas – e todos os corpos tem de gozar.

A fase superior do machismo é o feminicídio. Quando elas falam: parem de nos matar não é somente uma frase de efeito. É o efeito de uma fase. Que fase! Uma fase que teima em na passar. Precisamos mais do que falar de machismo. Precisamos de superar. Tá puxado! Tá feio! A gente não é dono de ninguém. Porque ninguém pode ser senhor de ninguém em um tempo que não seja de escravização, compas. Desta forma, não sigamos. Não há como seguir matando tantas mulheres por nós sentirmos superiores. Pensemos! Mudemos! …

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados