Connect with us

Brasil

Em entrega de título de cidadão, João Dória é “ovacionado” em Salvador

Postado

em

Cerca de 250 pessoas estiveram presentes no escracho contra o prefeito de São Paulo, João Dória

Não foi a receptividade que ele esperava. Nem mesmo os fogos de artifícios que estouraram para ensaiar uma suposta boas vindas ao agraciado da noite, o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB-SP), foram capazes de abafar a ira dos cerca de 250 manifestantes que se concentraram em frente ao prédio da Câmara Municipal na noite desta segunda, 7, em Salvador. Discursos inflamados da população em geral falavam da vinculação de Dória com uma rica família de usineiros do recôncavo (ele é um dos descendentes), da passagem do prefeito pela Embratur (onde teria proposto incluir a “miséria nordestina” como atrativo turístico) e também da sua gestão como prefeito da maior cidade do Brasil.

 

Às 18h:30min, os acessos ao prédio onde João Dória iria receber a condecoração (a sede da Câmara) estavam completamente cercados com grades de proteção e com vários policiais que, além da guarnição, revistavam alguns poucos interessados em assistir o cerimonial de entrega da comenda. A expectativa aumentava a cada veículo que aportava em frente à Câmara e pudesse trazer a bordo o “homenageado”. A cada desembarque, a frustração cedia rapidamente espaço para a ira, já que eram, em sua maioria, alguns dos vereadores responsáveis pela designação honorífica. Ironia ou não, a estátua do primeiro-governador-geral do Brasil, Thomé de Souza, fica posicionada de costas para o Paço da Câmara de Salvador, e voltada para o famoso Elevador Lacerda, cartão-postal da capital brasileira nos tempos da colônia.

Por volta das 19h:30min, chegou a informação de que João Dória estaria ali ao lado, mais exatamente na sede da Prefeitura de Salvador, onde o seu colega e aliado, ACM Neto (DEM), fazia as honras e, possivelmente, estendera-lhe um felpudo tapete vermelho (nos bastidores, comenta-se que um dos planos do prefeito de Salvador é ser candidato à vice-presidente na chapa com Dória; o outro, é largar a Prefeitura e aventurar-se ao governo do estado).

ACM Neto e João Dória segundos antes de serem atingidos por ovos

Para a surpresa de todos, minutos depois, uma imensa comitiva de homens engravatados cobriu as escadas do Palácio Thomé de Sousa (a sede da Prefeitura) e começou a mover-se em direção à Câmara. Mas o fato é que entre o destino e a comitiva, que tinha entre os seus membros o ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer, Antonio Imbassahy (que retornou à Câmara na semana passada para votar contra o prosseguimento da denúncia contra Michel Temer), havia uma massa furiosa – afinal, foi Dória, o homenageado pela Câmara, que chamou trabalhadores de vagabundos durante a greve geral de 28 de abril, além de ser um dos mais ardorosos defensores das reformas trabalhista e previdenciária. Não deu outra! A visita de Dória à Salvador iria lhe render capas e manchetes em todo o país. Mas não pela sua condecoração, que, diga-se de passagem, não lhe renderia metade das manchetes. E sim pela ovada que o prefeito de São Paulo, acostumado aos mimos da classe média paulistana e da imprensa local a ele submissa (a última capa da “Isto É” é apenas a expressão do mais sincero pensamento da imprensa paulista), iria receber e acertar em cheio o seu sempre bem-comportado penteado (veja no vídeo 1). Nem os guarda-chuvas foram capazes de deter os ovos arremessados contra a comitiva – todos nela são ardorosos defensores de Michel Temer, o presidente mais impopular desde Sarney. A comitiva teve que bater em retirada.

                                                                              Brucutus do prefeito atacam manifestantes

O tucano Dória foi atingido na cabeça por um ovo arremessado contra a comitiva

Enquanto a comitiva batia em retirada e procurava abrigo no edifício da Prefeitura, uma imensa confusão se formou na porta do Paço da Câmara Municipal. Brucutus, a mando do prefeito segundo os manifestantes, atacaram o “Nanotrio” pertencente ao “Coletivo de Ação Fora Temer” – minutos antes, uma suposta representante da SUCOM (órgão local de fiscalização) tentou, sem sucesso, confiscar o aparelho móvel de som, que é inspirado no trio-elétrico. Ao menos mais dois manifestantes foram agredidos, inclusive o advogado Daniel Andrade, que teve um forte ferimento numa das pernas. Somente após um cordão feito por policiais, que, a bem da verdade, não atacaram nenhum dos manifestantes (afinal, o direito à livre manifestação é constitucional!), a comitiva, sob forte escolta, conseguiu adentrar às pressas no edifício da Câmara, mas não sem os mais intensos protestos dos manifestantes.

Dória certamente não imaginava uma “recepção” tão calorosa. O prometido escracho foi devidamente realizado. O prefeito de São Paulo, que em sete meses de gestão comprou briga com grafiteiros, ciclistas, atacou a região conhecida como “cracolândia” e foi acusado de acordar moradores de rua num frio de 7° graus com jatos de água fria, viu que o Brasil não começa e não termina na Avenida Paulista. E que, diferente do que pensa o ciclo mais íntimo que lhe rasga elogios regados a champagnes e vinhos, o Brasil é muito mais complexo do que ele imagina.

Vídeo 1:

Vídeo 2 (Mídia Lampião):

Escracho contra o prefeito de São Paulo, João Doria.

Publicado por Mídia Lampião em Segunda, 7 de agosto de 2017

 

 

Comentário do Facebook

Bahia

MOVIMENTOS SOCIAIS SE PREPARAM PARA PROTESTAR NO VERÃO DE SALVADOR

Publicado

em

Por

Movimentos sociais na Bahia já se organizam para participar das atividades de verão na Bahia com Protestos e resistência ao golpe de estado no Brasil promovido pelo presidente ilegítimo em exercício Michael Temer. Movimentos como o Coletivo de Ação Fora Temer (CAFT), Filhos e Filhas de Marx, Médicos Pela Democracia, Transbatucada, sindicatos, entre outros, já se articulam para a formação de um movimento unificado para participar dos festejos de verão em Salvador, com muita luta e resistência, respeitando, é claro, os rituais religiosos presentes nas festividades baianas.

No CAFT os preparativos já começaram para as festas da Lavagem do Bonfim, Iemanjá, Carnaval, Dia da Mulher e Fórum Social Mundial (que ocorrerá este ano na cidade de Salvador nos dias 13 a 18 de março). Prometendo uma festa irreverente, com a presença de diversos artistas consagrados na Bahia, bastante música, percussão, Nanotrio, Djs, palavras de ordens, paródias e articulação com diversos movimentos sociais, o Coletivo de Ação Fora Termer promete deixar sua marca impressa no Bonfim através de muita arte, graciosidade, música, paródias e palavras de ordens, se configurando num movimento de luta e resistência dentro das atividades festivas de Salvador.
Mais informações ZAP: (71) 98853-2305, (71) 9 9190-2845

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

RUI COSTA 64 X 14 ACM NETO

Publicado

em

Por

No clássico baiano para ver quem se torna o melhor gestor público o governador da Bahia Rui Costa (PT) está dando de lavada no prefeito ACM Neto (DEM). Segundo pesquisa divulgada pelo portal G1, nesta terça feira, dia 02 de janeiro, o governador da Bahia lidera o ranking nacional com 64% de projetos executados ou em andamento das promessas feitas na campanha em 2014, se tornando o maior gestor do Brasil, além de ter as suas contas aprovadas no TCU, que não é o caso do prefeito de Salvador.

Bem longe disto, aparece o prefeito de Salvador ACM Neto com apenas 14% dos projetos executados ou em execução, bem abaixo da média nacional que é de 32% de execução de projetos pós-campanha.
Portanto, no embate direto entre os dois candidatos, o governador Rui Costa está dando uma verdadeira lavagem de competência e trabalho sobre o prefeito de Salvador, cujas ações se concentram basicamente em Festas, Asfaltos, Praças e Multas de Trânsito.

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Por que a gente homem mata tantas mulheres?

Publicado

em

Por

Por Jocivaldo Dos Anjos

Elas estão certas no meio de tanta gente errada. A gente, que mata, não pode estar certa. Jamais que mata tanto pode estar certa. A ideia do imperialismo masculino como a fase superior do machismo: a ideia da posse que orienta a ideia do posso. Meus “compras”, a gente não pode. A gente não pode poder desta forma.

A gente se acha donos dos corpos, das almas, dos sonhos, dos querer, do pensamento, da manhã, da tarde, da noite… e, caso elas não tenham tempo de serem nossa a ente inventa e cria em nosso querer. Como este tempo, que não existe, não é de ninguém, a gente toma este tempo e cobra delas o único lugar que o imaginário pode morar: a vida.
Semana passava eu dialogava com um irmão meu – irmão que a vida que deu-. A gente precisa de ciclos para falar de vocês e seus sonhos e desejos, companheiras, entre nós homens. Dialogar sobre machismo com mulheres feministas ou não. Precisa de ser um tema nosso. Tem de ser tema dos ciclos, bem como outros temas que nos fere como gente na vida. Mas, tá demais.

Não é conversa para aplauso. Não é papo para se aparecer. É uma tristeza que mancha diariamente com sangue as páginas das vidas delas: a gente mata pela ideia de posse. A gente não saiu ainda do século XX em que elas não votavam. A gente não saiu ainda dos tempos que elas não tinham reconhecimento do trabalho. Compas, ainda a gente não saiu da idade média onde elas não gozavam. Elas hoje gozam, não por nossa vontade, mas pelo direito que elas – e todos os corpos tem de gozar.

A fase superior do machismo é o feminicídio. Quando elas falam: parem de nos matar não é somente uma frase de efeito. É o efeito de uma fase. Que fase! Uma fase que teima em na passar. Precisamos mais do que falar de machismo. Precisamos de superar. Tá puxado! Tá feio! A gente não é dono de ninguém. Porque ninguém pode ser senhor de ninguém em um tempo que não seja de escravização, compas. Desta forma, não sigamos. Não há como seguir matando tantas mulheres por nós sentirmos superiores. Pensemos! Mudemos! …

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados