Connect with us

Política

Lídice precisa permanecer no Senado

Postado

em

Texto: Pita de Barão*

Foto: Agência Senado

Se há um mandato que literalmente representa o povo baiano no Congresso Nacional, ele atende por nome e sobrenome: Lídice da Mata. Ex-prefeita de Salvador, a socialista baiana de 61 anos já foi vereadora, deputada estadual, deputada federal (inluindo o mandato constituinte) e agora honra o seu Estado com posições progressistas, sempre a favor daqueles que estão no lado mais oprimido da sociedade.

Se na primeira metade da sua ordenação como senadora da República, Lídice teve uma atuação discreta, após o ano de 2014 ela deu uma guinada que foi ratificada com o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e, mais recentemente, com o pacote de maldades que saiu da “Caixa de Pandora” do ilegítimo Michel Temer.

Chamadas de reformas, os golpes contra os trabalhadores estão sendo combatidos incessantemente pela congressista baiana, que também tem frentes importantes nas áreas da Cultura, Educação e defesa do Cacau e do Rio São Francisco.

Recordista de emendas parlamentares para as universidades públicas, Lídice é uma das vozes mais firmes na oposição ao presidente Michel e não teme retaliações. Com a língua sempre afiada e discursos agudos, a senadora já adjetivou as reformas do presidente golpista de maléficas, tenebrosas e disse que os textos enviados pelo Executivo e endossados pela Câmara e Senado possuem requintes de crueldade.

Ainda sobre a Reforma Trabalhista, Lídice da Mata disse sem nenhuma reserva que os parlamentares governistas fogem do debate, pois não têm coragem de defender o indefensável. “É lamentável que este Plenário esteja vazio. Estamos aqui apenas os senadores que defendem os trabalhadores e são contrários à reforma trabalhista para fazer o debate combinado sobre este importante tema”, disse em uma das terríveis sessões realizadas em tardes sombrias de Brasília.

No mesmo pronunciamento, ela alertou que se a reforma for aprovada haverá enxurrada de ações judiciais e irá dificultar o acesso do trabalhador à justiça, especialmente os trabalhadores mais pobres, além de afetar intensamente as representações sindicais. “Tenho a esperança de que os trabalhadores estejam nos ouvindo, porque aqui, os ouvidos do Senado estão moucos para o apelo que estamos fazendo há dois meses para que não votemos esta barbaridade”, disse.

Então, diante de nomes como os de Ângelo Coronel, João Leão, José Rocha e mais outros vinculados aos partidos de centro, é de bom tom que o governador Rui Costa, que é o condutor do processo eleitoral de 2018, escolha Lídice da Mata para estar ao seu lado na próxima corrida para uma das vagas ao Senado.

*Pita de Barão é economista e advogado

Comentário do Facebook

Bahia

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Publicado

em

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Bolsonaro corta 30% da verba da UnB, UFBA e UFF

Publicado

em

Balbúrdia é o que está sendo feito no Brasil pelo governo federal! Weintraub, o novo ministro da Educação, já deu todos os prenúncios de uma gestão autoritária que quer implementar um sistema de educação no país que acaba com o pensamento crítico e emburrece o povo.

Hoje ele anunciou que as universidades que tiveram maior relação com os movimentos sociais e realizaram eventos que provocavam a discussão política e social como o Fórum Social Mundial ou a Bienal da UNE, terão 30% das dotações orçamentárias bloqueadas.

O valor do corte na UFBA, na UnB e na UFF corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades e, sem noção da realidade de sucateamento da educação pública no país o ministro ainda afirma “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”. #educacao #ministeriodaeducacao #Weintraub #ufba #unb #uff #universidade #elenao #bolsonaronao

 

fonte: midia ninja

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

PROFESSORA É PRESA ENQUANTO DAVA AULA NO IF DE GOIÁS

Publicado

em

A Coordenadora Geral do SINASEFE, Camila Marques, foi detida hoje de manhã (15), enquanto dava aula no campus Águas Lindas do Instituto Federal de Goiás.

A polícia civil de Goiás estava no campus desde o início do dia. Camila não aceitou que a polícia militar entrasse em sua sala de aula para interrogar alguns de seus alunos e recebeu voz de prisão por desacato enquanto exercia sua atividade de professora, dentro de sala de aula e na frente de seus alunos.

A questão que é: Quem desacatou quem? Onde fica a autonomia de uma instituição federal como o IFG, com a PM dentro do campus? E a autonomia da professora com relação a sua sala de aula? A polícia não deve respeitar a autoridade que Camila representava naquele momento?

A Assessoria Jurídica Nacional (AJN) do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica está acompanhando o processo na delegacia pra onde a professora foi levada e tentando a sua liberação.

Camila Marques não é só professora. Também é uma lutadora social, dirigente sindical e vinha sofrendo perseguição por parte de Bolsonaristas que a denunciavam por “doutrinação”. O fato é que Camila defende uma educação crítica e libertadora e não pode ser punida por isso.

Toda solidariedade à professora Camila Marques!

 

fonte:@jornalaverdade_

 

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados