Connect with us

Bahia

Centro da produção industrial, Camaçari vai parar nesta sexta

Postado

em

Marcell Benedek

Centro da produção industrial na Bahia, a cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, vai ser um dos palcos no dia de amanhã de uma das mais promissoras greves gerais da história recente do Brasil. Segundo levantamento da TV Folha, a maior greve geral realizada no Brasil ocorreu durante o governo Sarney, em 1989. Há exatos 100 anos, ocorria a primeira greve geral em terras brasileiras, que evoluiria para uma greve de caráter insurrecional com grande guerra de rua entre trabalhadores e forças repressoras. Era 1917 e o mundo acompanhava com curiosa expectativa os desdobramentos daquela que seria a maior revolução de trabalhadores da história mundial: a revolução russa liderada por Lenin.

Seria dessas primeiras manifestações de caráter radicalizado que estouraram no Brasil que os trabalhadores iriam começar a obter suas primeiras conquistas. Da regulamentação da jornada de trabalho ao salário mínimo (abaixo do qual ninguém poderia ganhar), do direito à aposentadoria ao direito a férias remuneradas, 13º salário, dentre outros, muitos combates entre trabalhadores e patrões foram travados. Hoje, cem anos depois, a consagração do conjunto dessas conquistas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) sofre o mais grave ataque desde a sua promulgação, em 1943. A cereja do bolo é a proposta que estabelece que o “acordado” entre as partes prevalece sobre o legislado (a CLT). Ora, como todos sabem que essas relações nunca se dão num terreno de igualdade (“ou o trabalhador aceita as condições, ou a vaga é destinada a outro”), se for instituída, tal proposta praticamente sacramenta o fim da CLT. Junto com a terceirização total e irrestrita, será um caos para os trabalhadores! A Reforma da Previdência, que eleva a idade mínima da aposentadoria para 65 anos, termina de aniquilar todas as conquistas históricas obtidas com muito sacrifício ao longo de anos pelo conjunto da classe trabalhadora.

A greve geral de amanhã, portanto, poderá ser o primeiro recado ao governo golpista e ilegítimo de Michel Temer e seus aliados, tal como o prefeito de Salvador, ACM Neto. Diversas categorias nas mais diversas áreas já anunciaram adesão ao movimento paredista: no âmbito da produção, indústria petroleira, química, metalúrgicos, construção civil; nos transportes, rodoviários, condutores, trens, metrô; comércio, serviços (correios, profissionais da saúde), educação, bancos, serviços da administração pública federal, estaduais e municipais, imprensa, todas as categorias que fazem todas essas áreas funcionar, irão cruzar os braços a partir da meia-noite desta sexta, 28.

 

Se você também é trabalhador, não deixe de participar!

 

Além de Camaçari, em Salvador, os protestos ocorrerão às 7h da manhã no Iguatemi e a partir das 15h no Campo Grande. Às 19h, haverá um ato final no tradicional bairro do Rio Vermelho.

Comentário do Facebook
Continue lendo
Click para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

“O Nordeste tem um manual de bruxaria para crianças”, diz Damares

Publicado

em

Fala da ministra vem à tona na semana em que o presidente Bolsonaro inicia ofensiva no Nordeste, região onde ele tem menor popularidade

 Mais uma fala polêmica da ministra Damares Alves ganhou repercussão nas redes sociais. Durante uma pregação evangélica feita na Primeira Igreja Batista de João Pessoa, Damares afirma que “está chegando no Nordeste um manual prático de bruxaria para crianças de seis anos”. Segundo ela, o suposto material ensina a como ser bruxa, como fazer roupa e comida de bruxa, além de ensinar as crianças a produzirem a vassoura de bruxa em sala de aula.
O discurso de Damares foi feito antes de ela ocupar o cargo de ministra. O seu resgate nas redes sociais, no entanto, não favorece uma das próximas agendas do governo. Na sexta-feira 24, o presidente Bolsonaro viaja para o Nordeste com a intenção de fazer uma ofensiva na região onde tem menos popularidade – estão previstas a entrega de casas populares e o anúncio de mais verbas para obras de infraestrutura.
Dados do Ibope mostram que apenas 25% dos entrevistados dos estados do Nordeste aprovam a administração de Bolsonaro, 29% a consideram “regular”, 40%, “ruim” ou “péssimo”. Os índices são bem diferentes dos encontrados no Sul do País, por exemplo, onde 44% dos entrevistados aprovam o governo.

A desaprovação no Nordeste é algo que o pesselista enfrenta desde as eleições. O Nordeste foi a única região em que Bolsonaro perdeu para Fernando Haddad, candidato à presidência pelo PT. Foram 69,7% dos votos válidos para o petista (20,3 milhões) contra 30,3% para o capitão do Exército (8,8 milhões).

A hashtag #NordesteCancelaBolsonaro permanece entre os assuntos mais relevantes do Twitter nesta terça-feira 21. Durante sua campanha presidencial, Bolsonaro também fez declarações polêmicas sobre os nordestinos, quando questionado se o combate ao preconceito seria uma tônica do governo. “Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitada da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino. Coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil, nós vamos acabar com isso”. Pelo visto, a viagem vai acontecer sem o tom de boas-vindas.

MATÉRIA COMPLETA CARTA CAPITAL

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Publicado

em

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Bolsonaro corta 30% da verba da UnB, UFBA e UFF

Publicado

em

Balbúrdia é o que está sendo feito no Brasil pelo governo federal! Weintraub, o novo ministro da Educação, já deu todos os prenúncios de uma gestão autoritária que quer implementar um sistema de educação no país que acaba com o pensamento crítico e emburrece o povo.

Hoje ele anunciou que as universidades que tiveram maior relação com os movimentos sociais e realizaram eventos que provocavam a discussão política e social como o Fórum Social Mundial ou a Bienal da UNE, terão 30% das dotações orçamentárias bloqueadas.

O valor do corte na UFBA, na UnB e na UFF corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades e, sem noção da realidade de sucateamento da educação pública no país o ministro ainda afirma “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”. #educacao #ministeriodaeducacao #Weintraub #ufba #unb #uff #universidade #elenao #bolsonaronao

 

fonte: midia ninja

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados