Connect with us

Bahia

TV Bahia não dá uma linha sobre delações da Odebrecht

Postado

em

tvbahia

Apesar de ser uma concessão pública, afiliada à Rede Globo no estado nega o direito à informação dos telespectadores

Marcell Benedek

Parece surreal, mas não é. Um terremoto de altas proporções atinge em cheio a política nacional desde a última terça-feira (11), com especial intensidade no dia de ontem, mas a TV Bahia não noticiou uma mísera linha sobre os acontecimentos que recaem sobre o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o ex-governador Jacques Wagner, dentre outros políticos do estado. O fato de a Odebrecht ser uma empreiteira baiana (e a maior do país) e os vídeos de Emílio e Marcelo Odebrecht terem trazido à tona fortes denúncias sobre os mecanismos de pagamento de caixa 2 e de propina a políticos de diversos partidos também não mereceria a atenção da emissora.

No Jornal da Manhã desta quinta (13), absolutamente nenhuma palavra sobre o pagamento de R$ 1,8 milhão em forma de caixa 2 ao prefeito de Salvador, ACM Neto, se ouviu, conforme informa a edição de ontem do jornal A TARDE. Tampouco sobre o pedido de abertura de inquérito, solicitado pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, à Justiça Federal da Bahia, sobre a reforma da orla da Barra. Mesmo com os vídeos liberados pelo Supremo Tribunal Federal, onde o executivo André Vital Pessoa de Melo acusa o então candidato ACM Neto de ter lhe pedido dinheiro pessoalmente para a campanha de 2012, a retransmissora local da Rede Globo não noticiou uma alínea sobre o fato.

Outro político delatado é Lúcio Vieira Lima (PMDB), irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, derrubado do governo ilegítimo de Temer pelo escândalo do ‘La Vue’. Lúcio, que de modo grosseiro fez piada com uma música no carnaval incitando a violência policial numa rede social, vai responder a inquérito no STF por suposta participação na conversão de uma MP em lei que beneficiaria o Grupo Odebrecht. ‘Bitelo’, codinome do deputado na lista da empreiteira, teria ganhado R$ 1 milhão como pagamento pela atuação. O já encalacrado Geddel também teria recebido via caixa 2 em 2006 e 2014 e, segundo os delatores, os pagamentos foram realizados mediante contrapartidas do ex-ministro – relacionadas com o Transporte Moderno de Salvador II.

A lista de Fachin inclui ao todo 12 parlamentares com mandatos na Bahia, dentre os quais a senadora Lídice da Mata, o deputado federal Daniel Almeida, o vereador Edvaldo Brito e outros, que responderão a inquéritos no STF.

 

Combate ao monopólio da mídia

A estratégia de proteger membros da família e afilhados políticos não é nova por parte da TV Bahia. Em 2001, por exemplo, a emissora de propriedade da família Magalhães se negou a cobrir uma marcha a favor da cassação do mandato do então senador Antônio Carlos Magalhães, acusado de violar o painel do Senado. O boicote escandaloso irritou diretores da Rede Globo, emissora à qual é afiliada, e as relações entre ambas ficaram bastante estremecidas.

Em 2017, a história se repete. Por intermédio de um criminoso boicote à informação, a TV Bahia nos dá a prova do por que o monopólio da mídia, e também o coronelismo midiático, deve ser combatido.

 

Com informações de A TARDE, blogs Bahia.ba, Bahia Notícias

Comentário do Facebook
Continue lendo
Click para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

“O Nordeste tem um manual de bruxaria para crianças”, diz Damares

Publicado

em

Fala da ministra vem à tona na semana em que o presidente Bolsonaro inicia ofensiva no Nordeste, região onde ele tem menor popularidade

 Mais uma fala polêmica da ministra Damares Alves ganhou repercussão nas redes sociais. Durante uma pregação evangélica feita na Primeira Igreja Batista de João Pessoa, Damares afirma que “está chegando no Nordeste um manual prático de bruxaria para crianças de seis anos”. Segundo ela, o suposto material ensina a como ser bruxa, como fazer roupa e comida de bruxa, além de ensinar as crianças a produzirem a vassoura de bruxa em sala de aula.
O discurso de Damares foi feito antes de ela ocupar o cargo de ministra. O seu resgate nas redes sociais, no entanto, não favorece uma das próximas agendas do governo. Na sexta-feira 24, o presidente Bolsonaro viaja para o Nordeste com a intenção de fazer uma ofensiva na região onde tem menos popularidade – estão previstas a entrega de casas populares e o anúncio de mais verbas para obras de infraestrutura.
Dados do Ibope mostram que apenas 25% dos entrevistados dos estados do Nordeste aprovam a administração de Bolsonaro, 29% a consideram “regular”, 40%, “ruim” ou “péssimo”. Os índices são bem diferentes dos encontrados no Sul do País, por exemplo, onde 44% dos entrevistados aprovam o governo.

A desaprovação no Nordeste é algo que o pesselista enfrenta desde as eleições. O Nordeste foi a única região em que Bolsonaro perdeu para Fernando Haddad, candidato à presidência pelo PT. Foram 69,7% dos votos válidos para o petista (20,3 milhões) contra 30,3% para o capitão do Exército (8,8 milhões).

A hashtag #NordesteCancelaBolsonaro permanece entre os assuntos mais relevantes do Twitter nesta terça-feira 21. Durante sua campanha presidencial, Bolsonaro também fez declarações polêmicas sobre os nordestinos, quando questionado se o combate ao preconceito seria uma tônica do governo. “Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitada da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino. Coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil, nós vamos acabar com isso”. Pelo visto, a viagem vai acontecer sem o tom de boas-vindas.

MATÉRIA COMPLETA CARTA CAPITAL

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Publicado

em

VÍDEO: nos EUA, Bolsonaro chama estudantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”

Comentário do Facebook
Continue lendo

Bahia

Bolsonaro corta 30% da verba da UnB, UFBA e UFF

Publicado

em

Balbúrdia é o que está sendo feito no Brasil pelo governo federal! Weintraub, o novo ministro da Educação, já deu todos os prenúncios de uma gestão autoritária que quer implementar um sistema de educação no país que acaba com o pensamento crítico e emburrece o povo.

Hoje ele anunciou que as universidades que tiveram maior relação com os movimentos sociais e realizaram eventos que provocavam a discussão política e social como o Fórum Social Mundial ou a Bienal da UNE, terão 30% das dotações orçamentárias bloqueadas.

O valor do corte na UFBA, na UnB e na UFF corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades e, sem noção da realidade de sucateamento da educação pública no país o ministro ainda afirma “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”. #educacao #ministeriodaeducacao #Weintraub #ufba #unb #uff #universidade #elenao #bolsonaronao

 

fonte: midia ninja

Comentário do Facebook
Continue lendo

TV Lampião

Facebook

Mais acessados